24/07/2013 às 10:24 - Atualizado em 18/02/2016 às 21:01

Aumento de famílias com contas em atraso exige precauções, alerta Fecomércio MS

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta que em Campo Grande o índice de famílias endividadas que têm contas em atraso aumentou consideravelmente neste mês de julho.

De acordo com o estudo, em números absolutos são 85.830 famílias com contas em atraso, número 24% maior que o de junho. Já as que afirmam que não terão condições de pagar passaram de 18.173 a 27.625.

 

“A orientação é de cuidados redobrados nas vendas a prazo e expectativa é que os consumidores aproveitem as restituições de imposto de renda para sanar dívidas”, diz o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio MS), Edison Araújo, lembrando que na última segunda-feira (15) foram depositados R$ 15 milhões em restituições aos contribuintes do Estado.

 

De acordo com a pesquisa da CNC, em julho o índice de famílias endividadas, ou seja, que têm contas parceladas no cartão ou prestações, passou de 61,7% a 63,9%, variação que segue uma tendência nacional.

 

Em relação aos principais tipos de dívidas, prevalecem: cartão de crédito (67,4%); carnês (24,3%) e cheque especial (16,2%).

Fonte: Fecomercio 

Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio Varejista de Três Lagoas

  • Endereço:
    Rua Bernardino Antônio Leite, 601 - Colinos
  • CEP: 79603-060
  • Processo: CERSC 125
  • Telefone(s):(67) 3522-3371
  • Presidente:
    SUEIDE SILVA TORRES